É o roteiro mais conhecido de Bariloche e o ideal para conhecer todos os encantos da cidade argentina.

O Circuito Chico conta com um roteiro de 65 quilômetros através da Avenida Bustillo, e passa pelos principais pontos turísticos de Bariloche.

São diversas paisagens, montanhas, lagos, árvores típicas, hotéis famosos e também estações de esqui.

O roteiro é feito margeando o Lago Nahuel Huapi, um dos pontos turísticos mais bonitos de Bariloche.

É um passeio muito indicado para famílias, que geralmente dura o dia inteiro, passando por diversos locais.

Como Funciona o Circuito Chico?

O roteiro pode ser feito tanto com agências de passeios (recomendamos a Civitatis) como também por conta própria.

Apenas avisamos que é preciso experiência para dirigir pelo roteiro, especialmente no inverno, com neve.

Os passeios fechados são mais indicados também, pois contam com horários precisos, um roteiro perfeito, com paradas em cada atração.

Agora você vai conhecer um pouco mais sobre este passeio e suas principais atrações.

1. Lago Nahuel Huapi

Lago Nahuel Huapi

Lago Nahuel Huapi | Foto: ATicuS

O roteiro do Circuito Chico é feito através da margem do Lago Nahuel Huapi, que é um dos principais marcos da cidade de Bariloche.

É um local paradisíaco, caracterizado pela floresta e pela cordilheira ao fundo, ótimo local para caminhadas e fotos.

O Nahuel Huapi tem origem glacial, com 550 metros quadrados, a 700 metros acima do nível do mar e fica bem próximo da fronteira com o Chile.

Ele está situado no Parque Nacional Nahuel Huapi, um local com árvores típicas da região e com uma fauna rica: são lontras, cervos, patos, diversas espécies de pássaros e peixes, aves de rapina, esquilos e também répteis e anfíbios.

Durante os meses mais quentes do verão, é possível até se arriscar e nadar nas águas geladas do lago.

Se você não tiver coragem, sentar ao lado do lago com uma cadeira de praia e curtir o visual, já vale o passeio.

Outra prática também comum no Nahuel Huapi é o passeio de jangadas através das águas de cor azulada, que vale muito a pena para quem tiver tempo de ficar no parque.

2. Cerro Campanário

Cerro Campanário | Foto: Rodolfo Frino

O Cerro Campanário é outro ponto de parada obrigatória durante o Circuito Chico.

É uma montanha com mais de mil metros de altura, que está localizado às margens do Lago Nahuel Huapi.

Esse é um dos melhores locais para poder ver a cidade de Bariloche de cima, com destaque para o Parque e para o Lago.

O local conta com um teleférico, com cadeiras duplas, com uma subida que dura em torno sete minutos.

No alto do morro, são diversos mirantes com vistas incríveis das paisagens mais bonitas de Bariloche.

É um local para curtir com tempo, pois é um ótimo cenário para aquelas fotos de porta retrato.

Outro destaque fica por conta da cafeteria localizada no alto da montanha, com um excelente chocolate quente e doces argentinos.

Vale dizer que depende bastante da empresa de passeios os locais de parada, mas o Cerro Campanário está presente em praticamente todos os roteiros, pela sua beleza e importância para a cidade.

Uma dica essencial: capriche na sua roupa de frio, pois a subida até o topo é de ventos muito gelados.

3. Punto Panorámico

Punto Panoramico

Punto Panoramico | Foto: Carlos J M Martinez

O Punto Panorámico é aquele local perfeito para almoçar durante o seu passeio pelo Circuito Chico.

Não é só pela sua variedade de pratos e delícias argentinas, mas também pelo seu mirante, que conta com vista panorâmica do Lago Perito Moreno.

É impossível visitar o restaurante e não se apaixonar pelo ambiente. O local é rodeado por vidros e conta também com climatização, para os dias mais frios de inverno.

Na gastronomia, um dos grandes destaques são os pratos com ingredientes da Patagônia, como a Trufa Patagônica, feita ao vinho branco, mix de verduras, batatas rústicas e creme.

Não deixe também de experimentar o bife de chorizo, uma das principais especialidades argentinas.

Outro benefício é que a refeição no restaurante custa em torno de 300 pesos argentinos, o equivalente a 22 reais.

Se você procura por uma refeição rápida entre o passeio, opte pelo Waffle salgado com o típico café com leite argentino.

Use e abuse também das saborosas sobremesas da casa, que contam com brownies, sorvetes de diversos sabores, alfajores, chocolate ao leite e branco, tortas de sabores variados e mousses.

4. Capela de San Eduardo

Capela de San Eduardo

Capela de San Eduardo

Para quem gosta de arquiteturas neogóticas europeias, outro roteiro indispensável durante o Circuito Chico é a Capela de San Eduardo.

Ela foi construída no ano de 1938, e foi projetada por Alejandro Bustillo, um dos mais importantes e renomados arquitetos argentinos.

Esse passeio não é indicado apenas para cristãos, mas também para quem quer conhecer um pouco mais da história e da arquitetura clássica de Bariloche.

O principal destaque fica por conta dos vitrais gigantescos, que tiveram fabricação dos artistas Forte e Vázques Málaga.

As obras deterioradas por causa do tempo foram substituídas e mantiveram o padrão da original, com contrastes e formas geométricas.

A capela também conta com uma faixa de pinturas do pintor renomado Raúl Soldi, doada no ano de 1973. Entre as obras mais famosas, estão a Retablo e a El Confesor.

Para conhecer a Capela de San Eduardo basta apenas 20 minutos do seu tempo, e o melhor, não custa nada para entrar. Então é um roteiro interessante para quem está no Circuito Chico.

A capela abre de terça-feira a sábado, e está localizada no quilômetro 25,5 da Avenida Bustillo.

5. Hotel Llao Llao

Hotel Llao Llao

Hotel Llao Llao

O Hotel Llao Llao poderia ser, facilmente, um dos principais cartões postais da cidade de Bariloche, por toda a sua imponência e beleza, localizado em uma área privilegiada.

Ele ocupa uma área de 15 hectares, além de contar com campo de golfe 18 buracos, marina, praia privativa, solário, piscina climatizada interna e externa, academia, spa, sauna… é um verdadeiro gigante.

Se passar próximo dele e se maravilhar com sua estrutura, imagine só ficar hospedado no hotel? Por isso que ele está sempre nos melhores roteiros pelo Circuito.

Algumas pessoas que estão de passeio pelo Circuito Chico acabam interrompendo o roteiro e ficando por lá mesmo, ou optando por se hospedar após o final de tudo.

Ao todo o hotel conta com 162 quartos, e um dos grandes destaques são os restaurantes, que são abertos ao público.

São diversas propostas gastronômicas, que contam com a famosa culinária argentina, a exótica culinária da Patagônia e a cozinha internacional.

É um hotel de categoria 5 estrelas, com muito luxo e atendimento de primeira classe, e está ranqueado como um dos melhores hotéis não só da cidade de Bariloche, mas também da Argentina.

6. Fábrica de Rosa Mosqueta

Você conhece a fruta Rosa Mosqueta? É um fruto de cor vermelha e que pode ser encontrado nos quatro cantos de Bariloche.

Ela tem diversas propriedades medicinais, com propriedades cicatrizantes, ajuda a atenuar estrias, rugas, cicatrizes, linhas de expressões da pele e também vitamina A.

Uma das paradas obrigatórias pelo Circuito Chico é na Fábrica de Rosa Mosqueta, um local muito charmoso e que conta com diversos produtos feitos com a milagrosa fruta.

Com certeza, os produtos mais procurados são os cremes e óleos medicinais, mas com a Rosa Mosqueta também se faz um chá, rico em vitamina C.

Além de poder experimentar o chá na fábrica, você também pode ficar por dentro um pouco mais sobre a fruta, quais são as suas propriedades e o que é possível produzir com ela, tudo em um vídeo explicativo.

Os preços dos cremes e óleos cabem no orçamento e, uma dica, se você precisa cuidar de alguma cicatriz, alguma alergia ou problemas de pele, não perca tempo e garanta os seus produtos.

Isto porque é praticamente impossível encontrar estes cremes e óleos fora de Bariloche.

É até possível encontrar alguns produtos provenientes da fruta, mas não contam com as mesmas propriedades.

7. Cerro Lopes

Cerro Lopes

Cerro Lopes

Outro local bastante famoso em Bariloche é o Cerro López, que também faz parte do Circuito Chico.

É um local bastante visitado durante o inverno, devido as diversas atrações, que incluem passeios com raquetes de neve, de cavalo e também a bordo de Jipes 4×4.

O passeio pelo Cerro dura em torno de 4 horas, sempre consulte os horários da sua agência de passeios para saber se é possível aproveitar todas as atrações da montanha antes de partir para outro destino.

Ao chegar no ponto mais alto da Montanha, é possível registrar diversas paisagens, como os lagos Nahuel Huapi e Perito Moreno, o Cerro Tronador, e também o Chile ao horizonte.

O Circuito Chico Vale a Pena Mesmo?

O Circuito Chico é a porta de entrada para Bariloche, é a forma fácil de conhecer as principais atrações, e se programar para voltar à sua favorita depois, com mais calma e mais tempo.

Vale dizer que os destinos dependem bastante de cada agência, podendo alterar o itinerário e conhecendo outros locais, os citados na lista são os mais elogiados e que estão presentes na maioria dos passeios.

Uma dica importante, se informe quais serão os destinos para que você possa se preparar para cada um.

Por exemplo, leve roupas mais pesadas se for conhecer alguns dos cerros, uma quantia em peso argentino para poder comprar lembranças em lojas menores que não aceitam cartão de crédito, garrafas d’água e óculos escuros sempre.

Então a nossa resposta é SIM, o Circuito Chico é uma excelente atração para poder curtir com toda a família.

Vale lembrar mais uma vez: muitos turistas optam por fazer o Circuito Chico por conta própria. Sempre considere as condições das pistas pelo caminho, as condições climáticas e os melhores caminhos para cada atração.

Por isso, sempre opte por agências especializadas, com roteiros definidos antecipadamente, que contam com motoristas e guias experientes.

Onde Reservar Passeios e Serviços com os Melhores Preços?

Organizando sua viagem para a Argentina? Quer economizar na compra dos ingressos para as atrações?

A Civitatis é uma agência de viagens online especializada em passeios e experiências em diversas cidades do mundo todo – 100% confiável.

Além de oferecer centenas de ingressos diferentes (inclusive excursões GRÁTIS), ela consegue um preço único e abaixo do mercado para que você conhecer os principais passeios – com IOF incluso e cancelamento grátis até 48 horas antes da data marcada.

Para te ajudar, a empresa está com promoções relâmpago e com descontos específicos!

Atenção: se quiser garantir o seu desconto, não demore. A promoção irá terminar em 26 de outubro de 2020.

Clique no botão abaixo e reserve agora uma disputada entrada – sem ter que pegar fila na hora.

Qual o valor para esquiar em Bariloche?

Os valores para esquiar em Bariloche variam entre 600 e 800 pesos durante o inverno, que vai de julho a agosto.

Em meses de baixa temporada, os valores podem custar de 500 a 700 pesos argentinos, o equivalente de 37 a 50 reais.

O que fazer de graça em Bariloche?

Algumas opções, são: Centro Cívico; Refugio Frey; Parque Municipal Llao Llao; Cascada de los Duendes; Lago Nahuel Huapi; Playa Bonita e Lago Steffen.

O que é o Circuito Chico?

O Circuito Chico é um roteiro de 65 quilômetros através da Avenida Bustillo, que passa pelos principais pontos turísticos de Bariloche, como lagos, montanhas, estações de esqui, florestas e muito mais.

Eduardo Godoi

Eduardo Godoi

Jornalista, Músico e um verdadeiro fissurado por Cruzeiros e viagens. Com passagem pelo SBT Campinas como diretor de esportes, adora escrever reviews de viagens e tocar na banda Black Betty, de Campinas.

Wow look at this!

This is an optional, highly
customizable off canvas area.

About Salient

The Castle
Unit 345
2500 Castle Dr
Manhattan, NY

T: +216 (0)40 3629 4753
E: hello@themenectar.com