Um pedacinho do Japão bem no bairro de Palermo, no coração de Buenos Aires. Esta é a definição perfeita para o Jardim Japonês, da capital argentina.

Ao entrar no parque, é possível sentir toda a tranquilidade e todo o clima da cultura japonesa e, acredite se quiser, mesmo sem ter conhecido o país do sol nascente.

É um passeio considerado barato em Buenos Aires, perfeito para toda a família, sobretudo para a terceira idade.

Você que está de Mala Pronta para Buenos Aires, quer saber se vale a pena incluir o Jardim Japonês no seu roteiro?

Vem comigo neste review e confira um pouco mais a respeito desta boa atração.

Localização

🚗 Onde Fica

O Jardim Japonês fica na Avenida Casares 2966, C1425 – Buenos Aires.

📍 Lugares Próximos

  • Museu de Arte Latino-americano  de Buenos Aires;
  • Plaza Sicilia;
  • El Rosedal;
  • Museu Evita;
  • Recoleta;
  • Parque 3 de Fevereiro.

O que é o Jardim Japonês e Como Aproveitar?

O Jardim Japonês foi inaugurado no ano de 1967 em Buenos Aires, construído pela grande comunidade japonesa presente na capital.

Ele foi idealizado em homenagem ao até então Imperador Emérito do Japão, o príncipe herdeiro Akihito.

A intenção na construção do parque era de trazer todo o clima, a tranquilidade, a cultura e o estilo dos típicos parques japoneses.

O parque conta com diversas espécies de árvores, plantas e flores japonesas, um lago com carpas ornamentais e também diversos monumentos.

Outro destaque fica por conta do restaurante típico japonês e também de uma exclusiva casa de chá.

A atração é administrada pela Fundação Cultural Argentino-Japonês, e são comuns as festas no local, sobretudo em datas típicas da cultura japonesa.

Como aproveitar melhor o Jardim Japonês? Quais são os principais destaques? Existe alguma atração que não posso deixar de lado?

Vamos contar agora um pouco mais do que você vai encontrar nesta linda atração japonesa.

Como Aproveitar Melhor?

O Jardim não é um local muito grande, é possível conhecê-lo em apenas uma hora de passeio, mas é preciso saber alguns detalhes para poder tirar melhor proveito.

Saiba agora os principais detalhes do Jardim e o que você não pode deixar de fazer.

Lago de Carpas:

O Jardim conta com um lindo lago que fica bem no centro da atração. Além das pontes e esculturas, o lago é moradia de diversas carpas ornamentais coloridas, peixes típicos japonesas. É possível alimentar os peixes, mas apenas com alimento do viveiro do Jardim Japonês.

Pontes:

As Pontes do Jardim contam com simbologias diferentes. A mais famosa é a Ponte de Deus, que representa na cultura japonesa o caminho para o paraíso.

Outra ponte também bastante famosa é a Ponte Truncado, que leva ao caminho da Ilha dos Remédios Milagrosos. Atravessar as pontes é uma tarefa obrigatória para quem visita o jardim.

Espécies de plantas:

O grande destaque do jardim é a variedade de plantas e flores, a maioria delas japonesas, como a Sakura, Acer Palmantuny e Azaléias. O jardim também conta com as famosas árvores Paineira e Tipuana Tipu.

Restaurante típico:

Situado dentro do Jardim, o restaurante é o único típico japonês de Buenos Aires e conta com grande variedade de pratos. Entre os destaques, estão a carne com arroz e gengibre, lagostins, além dos famosos sushis e sashimis.

Casa de Chá:

Para poder relaxar entre uma atração e outra, depois do almoço, ou antes de deixar o Jardim, conheça também a Mongyo-Tei, ou a casa de chá de local. São muitas opções saborosas e também revigorantes.

Ensaios Fotográficos:

Está pensando em fazer ensaios fotográficos da sua viagem, casamento ou alguma comemoração? O Jardim Japonês é o local perfeito para as fotos perfeitas. Todos os meses o local recebe diversos turistas com fotógrafos profissionais para fazer seus ensaios.

Biblioteca:

Dentro do Jardim Japonês, há também uma biblioteca com diversos títulos japoneses. Se você se interessa pela história do país, a visita vale a pena.

paisagem do jardim japonês

Onde fica e qual é o horário de funcionamento do Jardim Japonês?

O Jardim Japonês está localizado em uma das áreas mais queridas e valorizadas de Buenos Aires, o bairro de Palermo, na Avenida Casares 2966.

Para chegar até o parque, os turistas contam com 15 linhas de ônibus diferentes, como a 15, 37, 59, 60, 67 e 93.

Ela está próximo da Estação de Metrô Scalabrini Ortiz, cerca de 8 quarteirões, ou 10 minutos de caminhada.

O Jardim Japonês abre todos os dias, das 10 da manhã até 6 da noite.

Quanto custa os ingressos para o Jardim Japonês?

O Jardim japonês é considerado um local público em Buenos Aires, mas é cobrado um valor simbólico que é totalmente revertido para a manutenção e preservação do local.

O valor do ingresso para o parque é de 200 pesos, o equivalente a 17 reais ou 3 dólares. Crianças de até 12 anos, acompanhadas dos pais, não pagam ingresso.

Atenção, o Jardim Japonês aceita apenas pesos argentinos ou cartão de crédito, tanto na entrada do parque como em seu restaurante.

Onde Reservar Passeios e Serviços com os Melhores Preços?

Organizando sua viagem para a Argentina? Quer economizar na compra de passeios incríveis?

A Civitatis é uma agência de viagens online especializada em passeios e experiências em diversas cidades do mundo todo – 100% confiável.

Além de oferecer centenas de ingressos diferentes (inclusive excursões GRÁTIS), ela consegue um preço único e abaixo do mercado para que você conhecer os principais passeios – com IOF incluso e cancelamento grátis até 48 horas antes da data marcada.

Para te ajudar, a empresa está com promoções relâmpago e com descontos específicos!

Atenção: se quiser garantir o seu desconto, não demore. A promoção irá terminar em 8 de julho de 2020.

Clique no botão abaixo e reserve agora uma disputada entrada – sem ter que pegar fila na hora.

O Jardim Japonês é bom? Veja os prós e contras!

Será que vale a pena conhecer o Jardim Japonês? O que vou encontrar de bom neste local?

Para ajudar nestas questões e auxiliar também na programação do seu roteiro, vamos trazer agora alguns pontos positivos e negativos do parque.

Pontos positivos

  1. Local Bem Preservado: A maioria dos visitantes elogiaram bastante a preservação do Jardim, tudo muito bonito, arrumado e funcionando.
  2. Limpeza: Outro ponto positivo do Jardim Japonês é a limpeza, algo típico já da cultura japonesa e, fazendo justiça, a ampla maioria das praças de Buenos Aires, que são muito limpas e preservadas.
  3. Ótimo Restaurante: As avaliações para a culinária do Jardim Japonês também são altas. Eles servem o melhor da culinária japonesa, com produtos de qualidade e ingredientes importados.
  4. Atendimento: Outro ponto que rendeu bastantes elogios foi o atendimento no Parque e também no Restaurante, tudo muito cortês e com informações sempre que necessário.

Pontos negativos

  1. Muitas Filas: Os visitantes reclamaram que o Jardim Japonês conta com muitas filas para entrar e também no restaurante. Geralmente em alta temporada, o local recebe diversos visitantes, e a dica fica em programar o horário para visitar o parque no período de férias. O melhor horário para visitar o Jardim Japonês é entre às 2 e 4 horas da tarde.
  2. Não Aceita Real: O Jardim Japonês não aceita outras moedas como pagamento no acesso ao parque, apenas Peso Argentino ou Cartão de Crédito.
  3. Alimentação Cara: O local conta com um restaurante com pratos da culinária japonesa, e boa parte dos visitantes reclamaram dos valores altos dos alimentos. Os valores giram em torno de 100 e 500 reais, porém são pratos deliciosos e generosos.
  4. Local Cobra Ingresso: Outra reclamação frequente foi com relação ao parque cobrar o valor de 20 reais (em média) para o acesso. Embora o parque seja público, todo o valor do ingresso é revertido para a preservação do jardim e suas atrações.

ponte de madeira no jardim

O Jardim Japonês vale a pena mesmo?

Realmente vale a pena colocar o Jardim Japonês no seu roteiro por Buenos Aires, é um local de muita tranquilidade, muito verde a belezas naturais, e ótimo cenário para fotos em família. Se você está viajando com os pais e/ou familiares da terceira idade, é a verdadeira receita para o sucesso, especialmente na primavera ou no verão.

O valor do ingresso não é tão caro, crianças até 12 anos, acompanhadas dos pais, não pagam a entrada e estudantes com carteira internacional também pagam meia.

A nossa dica é, visite o parque em algum dia bastante ensolarado, leve o celular ou a máquina fotográfica e capriche nas fotos, pois o cenário com certeza é muito favorável.

É um passeio barato, para toda a família e que rende boas recordações! Recomendo muito!

Quais são os hotéis mais próximos do Jardim Japonês?

Os hotéis mais próximos do Jardim Japonês são: Top Rentalls Cabello (850 metros), Casasur Bellini Hotel (1 km), Alpino Hotel (1,1km), Pyxis Hotel (1,1 Km) e Awwa Suítes & Spa (1,6km).

Quais são os restaurantes mais próximos do Jardim Japonês?

As opções de restaurantes, são: Jardin Japonês (No local), Domani Restaurante (500 Metros), Toa Restaurante (1 Km), Roux (3 Km), Los Gigantes (2,7Km) e Fogón Assado (3,5 Km).

Eduardo Godoi

Eduardo Godoi

Jornalista, Músico e um verdadeiro fissurado por Cruzeiros e viagens. Com passagem pelo SBT Campinas como diretor de esportes, adora escrever reviews de viagens e tocar na banda Black Betty, de Campinas.

Deixe um comentário

Wow look at this!

This is an optional, highly
customizable off canvas area.

About Salient

The Castle
Unit 345
2500 Castle Dr
Manhattan, NY

T: +216 (0)40 3629 4753
E: hello@themenectar.com