A capital da Argentina é um dos mais importantes destinos turísticos do mundo. É conhecida por sua arquitetura (ao estilo europeu) e sua rica vida cultural. Por lá há a maior concentração de teatros do mundo.

Fortemente influenciada pela cultura europeia, Buenos Aires é referenciada como a “Paris da América do Sul”. O título não é por menos. A cidade tem a indústria de teatro ao vivo bem movimentada.

Há estatísticas que demonstram que é a capital com mais peças de teatro ativas. Um índice que a coloca com a 1ª cidade mundial voltada para o teatro, a frente de Londres, Nova Iorque ou Paris.

A cultura artística é próspera e os museus não ficam para trás. Os bairros de Palermo e Recoleta são os mais tradicionais na arte, no entanto, nos últimos anos, outros lugares têm intensificado o mercado, como Puerto Madero ou La Boca.

Separei uma lista com os melhores museus em Buenos Aires para visitar.

Dê uma olhada na característica e foco de cada um e escolha, pelo menos um, para fazer parte do seu roteiro na cidade. Aprecie a vocação pela arte que a cidade oferece.

Quais são os Melhores Museus em Buenos Aires?

Como dito, separamos 12 ótimas opções.

Se você tiver alguma outra ótima sugestão para os viajantes, é só deixar sua recomendação no campo de comentários logo abaixo.

1. Museu Nacional de Belas Artes

Museu Nacional de Belas Artes

Créditos: Floriano Cathala (Flickr)

É considerado por muitos, o melhor museu da América Latina.

Ao longo de 120 anos de história, o museu conta com mais 12 mil peças de diferentes períodos artísticos, nacionais e internacionais, o que faz da instituição um expoente da arte no continente.

Possui uma coleção riquíssima que foram doadas por amante das artes. Tela de Pollock, Morandi, Xul Solar, Odilon Redon, Monet, Portinari e também esculturas de Antoine Louis Barye. Muitas obras de Rodin.

Por ser administrado pelo Governo, a entrada é gratuita. Há exposições temporárias, nessas o ingresso é cobrado a parte, média de 200 pesos argentinos. Se você gosta de arte, irá gastar no mínimo 2h do Museu.

Se tem reconhecimento em toda a América Latina, não preciso nem dizer que, com certeza, é um dos melhores museus em Buenos Aires.

  • Endereço: Av. del Libertador 1473, Buenos Aires, Argentina.
  • Entrada: gratuita, mas algumas exposições cobram $200 (cerca de R$ 17,25).
  • Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 11h às 20h. Sábado e domingo, das 10h às 20h.

2. Museu Nacional de Artes Decorativas

Museu Nacional de Artes Decorativas

Museu Nacional de Artes Decorativas

O Museu foi inaugurado em 1937 após a aquisição pelo governo das coleções da família Errázuriz Alvear, assim como a residência, o Palácio Errázuriz, onde está localizado.

Irá encontrar cerca de 4000 objetos que remetem aos séculos XVI ao XIX, como mobiliário, armaria, porcelanas, vidros e cristais, ourivesaria, tapeçarias, pinturas e esculturas.

O Palacete já é uma obra de arte. Comparam-na com o Palácio de Luís XV na França. Se gosta de artes, peças bonitas e histórias, é um lugar ideal. Além de ser gratuito, há uma cafeteria na entrada que deixa o ambiente ainda mais agradável.

Caso for fazer um passeio artístico, também inclua o MALBA e o Museu Nacional De Belas Artes que fica próximo.

  • Endereço: Av. del Libertador 1902, C1425 CABA, Argentina
  • Entrada: Gratuita
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 12h30 às 19h.

3. Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires – MALBA

Museu MALBA

Fachada do museu MALBA

Os conhecedores de arte irão gostar: as obras construtivas de Torres Garcia e a obra Abaporu de Tarsila do Amaral possuem exposição permanente.

Só isso já vale a visita não é mesmo?

O Abaporu é a obra que a maioria de nós viu nos livros escolares: uma mulher com corpo desproporcional sob um sol e cactos. O quadro foi representativo da cultura modernista no Brasil. É a tela mais valorizada no mercado mundial das artes, com valor estimado de US$ 40 milhões.

Ele foi parar na Argentina por causa do colecionador Eduardo Costantini que o comprou em um leilão por US$ 2,5 milhões. Desde 2005, o icônico quadro embeleza as paredes do MALBA.

Não é só de Tarsila que o MALBA é feito. Há uma diversidade nas obras que se conversam com a própria história da América Latina pela criação de Frida Khalo, Diego Rivera, Di Cavalcanti, Portinari, e tanto outros mestres dos séculos XX e XXI.

Caso você queira fazer um tour por Buenos Aires e ainda passear pelo museu, pesquise as opções da Civitatis

  • Endereço: Avenida Pte Figueroa Alcorta 3415, Buenos Aires C1425CLA Argentina.
  • Entrada: $280 (cerca de R$ 24,15).
  • Horário de Funcionamento: de quinta a segunda-feira e feriados de 12h às 20h. Quarta-feira até 21h. Fechado às terças-feiras.

4. Museu de Arte Moderna de Buenos Aires (MAMBA)

Museu de Arte Moderna de Buenos Aires (MAMBA)

Créditos: Jazmin Alfonzo (Flickr)

O Museu de Arte Moderna de Buenos Aires foi criado em 1956, mas desde a década de 80 tem como sede a antiga fábrica de cigarros Piccardo, com sua característica fachada de tijolos ingleses.

Atualmente, conta com mais de sete mil obras no acervo, não somente de artes plásticas, mas também de fotografia, design e audiovisual.

Por se dedicar a retratar a arte moderna, o MAMBA não é para qualquer público, pois ele se destina a buscar um olhar diferente. Obras e pintores famosos, por exemplo, não são a referência.

A busca é por um olhar vanguardista e para apreciar tal expressão, tem que estar disposto e receptivo às ideias dos artistas.

O museu fica em uma esquina movimentada em San Telmo, entre a calle Defensa e a avenida San Juan. Portanto, fora da região onde ficam os museus mais badalados (bairros de Palermo e Recoleta).

Para constar, neste museu tem a obra mais polêmica da década de 60 apresentada pela artista Marta Minujín chamada de “La Menesunda”. É uma das experiências sensoriais mais icônicas no mundo da arte da Argentina.

Vale a pena pesquisar!

  • Endereço: Av. San Juan 350, C1147 AAO, Buenos Aires, Argentina.
  • Entrada: $50 (cerca de R$ 4,31).
  • Horário de Funcionamento: de quarta a segunda, das 11h às 19h.

5. Museo Benito Quinquela Martín

Museo Benito Quinquela Martín

Créditos: Travel Buenos Aires (Flickr)

Localizado em um dos bairros mais famosos de Buenos Aires, La Boca, o Museu possui como identidade o desenvolvimento dos artistas portenhos. Apresenta diversas obras desde o século XIX até os dias atuais, sendo que elas retratam o cotidiano dos moradores do La Boca.

O museu leva o nome de um dos artistas mais famosos da Argentina, conterrâneo do bairro, que foi expoente como pintor retratando a realidade do Porto. A característica principal dos seus quadros eram a espátula e a referência a La Boca em suas telas.

É conhecido como o “Pintor dos Portos”, “Embaixador de La Boca” e “Gênio da Pintura”. Além dos pintores locais, no 3.º andar do museu há exposição sobre os objetos pessoais e obras do artista.

No mesmo dia de passeio, você consegue incluir no roteiro a rua Colorida de Caminito e o estádio do Boca Juniors, pois as atrações são próximas.

A entrada é gratuita, mas a instituição solicita uma contribuição de $50.

  • Endereço: Av. Pedro de Mendoza 1843/35, La Boca.
  • Ingresso: gratuita.
  • Horário de Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 10h às 17h30. Sábado e domingo, das 11h às 17h.

6. Fundação Proa

Fundação Proa

Fundação Proa

A Fundação Proa é uma instituição privada, dedicada exclusivamente à arte contemporânea.

Além de exposições temporárias ao longo do ano, promove outras atividades, como cursos, seminários, concertos e conferências, sempre no contexto da arte dos séculos XX e XXI.

Terá acesso a diversos exemplos de manifestação cultural como fotografia, vídeo, desenho e música eletrônica, além de projetos especiais. Há 4 salas de exposição, auditório, livraria, restaurante e uma área ao ar livre.

Um ponto especial é a Livraria da Proa, que conta com mais de 9000 títulos de autores contemporâneos e independentes, entre livros, revistas e catálogos.

O prédio possui 3 andares e o último conta com o restaurante/café que tem uma vista harmoniosa para o Puerto Madero. Todo o prédio é adaptado para pessoas com locomoção reduzida.

  • Endereço: Avenida Pedro de Mendoza 1929 Caminito, Buenos Aires C1169AAD Argentina.
  • Entrada: $45 (Cerca de R$ 8,00).
  • Horário de Funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 19h.

7. Coleccion de Arte Amalia Lacroze de Fortabat

Coleccion de Arte Amalia Lacroze de Fortabat

Créditos: Travel Buenos Aires (Flickr)

Amalia Lacroze de Fortabat foi a mulher mais rica da Argentina.

Apaixonada por arte, exerceu as funções de mecenas, empresária, filantropa e colecionadora. O museu foi concebido por ela própria, e desenhado pelo uruguaio Rafael Viñoly, com o objetivo de divulgar sua coleção.

O museu valoriza a iluminação natural e integra harmoniosamente o conjunto arquitetônico do porto, o prédio é elegante e organizado. Há pavimentos reservados para exposições temporárias.

O acervo, separado por épocas e estilos, inclui desde um mosaico bizantino e relíquias egípcias a obras de artistas como Xul Solar, Berni, Marc Chagall, Salvador Dalí, Andrés Compagnucci, Fortunato Lacámera, Jorge de La Vega, Fermín Eguía, Pieter Brueghel, Klimt e Rodin.

  • Endereço: Olga Cossettini 141, C1107 CCC, Buenos Aires, Argentina.
  • Entrada: $100 (cerca de R$ 9,00).
  • Horário de Funcionamento: de terça a domingo, das 12h às 20h.

8. Museu das Crianças (Museo de Los Niños)

Museu das Crianças (Museo de Los Niños)

Créditos: Marcela Quiroga (Flickr)

Quem for viajar com as crianças, este é um passeio que não pode faltar no roteiro. O Museo de Los Niños é interativo e recria uma cidade onde as crianças podem ser o que quiser.

O passeio tem duração média de 3h. Possui um espaço grande e se divide em 2 andares, além de um playground na área externa.

A simulação da cidade em pequenos ambientes deixa as crianças super ativas e acabam descobrindo habilidades e gostos. Elas aprendem, brincando. Tem muita profissão legal e elas podem mexer em tudo. Não há restrição.

“Brincam” de médico, fotógrafo, capitão, marinheiro, bancário, cozinheiro, locutor, jornalista, enfermeira, atriz, mãe, pai, e muito mais.

Há uma lógica do Museu, apesar da brincadeira, o processo é educativo e instrutivo.

O shopping tem fácil acesso via metrô.

  • Endereço: Shopping Abasto | Av. Corrientes 3247, nível 2 | Buenos Aires.
  • Entrada: $200 (R$ 17,00) crianças a partir de 2 anos e $60 (R$ 5,00) adulto.
  • Horário de Funcionamento: de terça a domingo, das 13h às 20h.

Esse é um dos melhores museus em Buenos Aires para quem está acompanhado dos filhos.

9. Museu Casa Rosada

museu da casa rosada

Museu. Créditos: Pablo Stösst / Flickr

O Museu Casa Rosada foi inaugurado originalmente em 1957.

Em 2011, foi reinaugurado e está localizado nas ruínas da Nova Alfândega junto aos restos do antigo Forte de Buenos Aires, e fica atrás do palácio.

Há uma coleção com mais de 11 000 peças de diversas naturezas e inclui objetos pessoais dos presidentes argentinos, além de bens históricos e obras de arte.

O objetivo do museu é preservar 200 anos de história, desde a Revolução de maio até os dias atuais. Importante ressaltar, que a ênfase é a vida e obra dos presidentes argentinos.

No museu irá se deparar com mostras permanentes, temporárias, mural de Siqueiros e uma exposição fotográfica com os ícones Argentinos, como Astor Piazzolla e Rosita Quiroga (cantores de tango).

  • Endereço: Av. Paseo Colón 100, Ciudad Autónoma de Buenos Aires
  • Entrada: gratuita.
  • Horário de Funcionamento: feriados e quarta a domingo, das 10h às 18h

10. Centro Cultural Recoleta

Centro Cultural Recoleta

Centro Cultural Recoleta – PeterCH51 (Flickr)

O Centro Cultural Recoleta se considera “uma fábrica cultural; um espaço para investigar, criar e produzir novas cenas culturais e artísticas”. O conceito inicial é apresentar aos jovens um local criativo para desenvolver manifestações culturais.

Salas permanentes estão disponíveis: hip hop, desenho, estúdio, espaço de ócio e recreação, um bar, uma tenda com desenhos argentinos contemporâneos.

No piso superior, há o cinema, o laboratório de música, o centro de investigação, a residência dos artistas, e salas de exibição para artes visuais.

Não é a toa que o museu recebe meio milhão de visitas por ano, na sua maioria jovens entre 18 e 35 anos. Toda a proposta é voltada para este público.

O Museu tem vizinhos famosos que são o Cemitério da Recoleta e a Igreja do Pilar.

Vale inseri-lo no seu roteiro. Considere um passeio a pé pela Floralis Genérica, Museu Participativo de Ciências, Cemitério da Recoleta e o Centro Cultural.

  • Endereço: Junín 1930, C1113 AAX, Buenos Aires, Argentina.
  • Entrada: Gratuita.
  • Horário de Funcionamento: de terça a sexta: das 13h30 às 22h. Sábados, domingos e feriados das 11h15 às 22h

11. Museu Evita

museu evita

Roupas em destaque no museu de Evita Perón

O museu tem como princípio manter acesso à vida e obra da atriz, líder política e primeira dama da Argentina, Eva Perón. Evita, como é conhecida devido a uma personagem, foi uma mulher marcante na história política do país e morreu jovem, aos 33 anos.

A exposição nos dois andares do Museu Evita está organizada de forma cronológica. Inicia-se pela infância de Eva Perón, passa pela chegada a Buenos Aires, mostra seus anos no rádio e toda a trajetória como primeira-dama até o dia de sua morte.

Para quem quer conhecer a história do país, há um espaço dedicado ao legado que Evita deixou para a Argentina. A história é contada através de fotos, vídeos recuperados da época, textos e objetos que pertenceram à Eva Perón, como roupas, móveis, cartas, entre outras coisas.

Há também exposições temporárias que, de alguma forma, tem relação com este ícone político. Caso já conheça Evita e quer aprofundar na sua vida e obra, é indicado o Tour em homenagem a ela que a Civitatis opera regularmente.

No museu, acontecem visitas guiadas às 16h. Esse é um dos melhores museus em Buenos Aires para conhecer mais da história argentina.

  • Endereço: Lafinur 2988, C1425 CABA, Argentina.
  • Entrada: $315 (cerca de R$ 27,00).
  • Horário de Funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 19h.

12. Museo River Plate

Museo River Plate

Créditos: DWY-1138 (Flickr)

Desde 2009 os amantes do futebol podem conferir os mais preciosos tesouros da história do Clube Atlético River Plate contados em mais de 110 anos de aventura.

Por meio do túnel do tempo, os turistas conhecem (cronologicamente), as personalidades centrais do River Plate, as equipes por trás do clube, as melhores goleadas, os triunfos e o diversos troféus. Tudo relacionado com a história nacional e internacional.

O museu é junto ao estádio (Monumental de Nuñes) e fica em um bairro nobre. A visita é guiada e tem vários valores de ingresso.

Esse é um tipo de entretenimento recomendado para quem é fã de futebol.

  • Endereço: Estádio Monumental de Nuñes – 7549, Av. Pres. Figueroa Alcorta 7509, Buenos Aires, Argentina.
  • Entrada: De $500 a $600 (Aprox. R$ 52,00).
  • Horário de Funcionamento: todos os dias, das 10h às 19h.

Onde Reservar Passeios e Serviços com os Melhores Preços?

Organizando sua viagem para a Argentina? Quer economizar na compra de passeios incríveis?

A Civitatis é uma agência de viagens online especializada em passeios e experiências em diversas cidades do mundo todo – 100% confiável.

Além de oferecer centenas de ingressos diferentes (inclusive excursões GRÁTIS), ela consegue um preço único e abaixo do mercado para que você conhecer os principais passeios – com IOF incluso e cancelamento grátis até 48 horas antes da data marcada.

Para te ajudar, a empresa está com promoções relâmpago e com descontos específicos!

Atenção: se quiser garantir o seu desconto, não demore. A promoção irá terminar em 4 de dezembro de 2020.

Clique no botão abaixo e reserve agora uma disputada entrada – sem ter que pegar fila na hora.

Nathalia Santana

Nathalia Santana

Sou escritora antes mesmo de ser Jornalista. Apaixonada por viagens, trago um pouquinho da minha experiência.

Wow look at this!

This is an optional, highly
customizable off canvas area.

About Salient

The Castle
Unit 345
2500 Castle Dr
Manhattan, NY

T: +216 (0)40 3629 4753
E: hello@themenectar.com