Quem vai a Buenos Aires muitas vezes não sabe a importância que alguns de seus lugares e monumentos têm para a história não só do país, como de toda a América do Sul.

A Plaza de Mayo é um desses lugares. Ela fica no que é chamado de microcentro portenho, no bairro Monserrat, e a sua história é tão importante quanto o seu entorno, repleto de significados.

Além disso, é um ótimo cartão postal da cidade, pois conta com o Obelisco e a Casa Rosada praticamente colados a ela.

Mas, para conhecer um pouco mais sobre a história de uma atração turística tão visitada, é preciso voltar ao passado da Argentina.

Localização

🚗 Onde Fica

A Plaza de Mayo está localizada na Av. Hipólito Yrigoyen s/n, C1087 CABA, Argentina.

📍 Lugares Próximos

Como surgiu o lugar que hoje é um dos principais pontos políticos de Buenos Aires

Tudo começou em 1580, quando o patrono de Buenos Aires, Juan de Garay, fundador da cidade, deu seus primeiros passos na região.

Com o Cabildo, que foi a sede da administração da cidade na época, e a catedral em seu entorno, a Plaza de Mayo foi um importante ponto de passagem e de encontro aos que iam e vinham pela região, principalmente pelos poderosos daqueles tempos.

Os séculos se passaram e diversos acontecimentos ocorreram naquele local.

Ainda no século XVI e no início do XVII, a praça era dividida em duas partes. De um lado, ela acompanhava o que seria o centro do poder de Buenos Aires, cujo projeto no local era a construção de um forte para a cidade.

Mais tarde, esse forte foi construído mais próximo ao rio e, assim, aquela região se tornou ainda mais importante por sua restrição de entrada de estrangeiros e estranhos à cidade.

Do outro lado da praça, os jesuítas construíram uma capela e alguns edifícios correlacionados à Igreja Católica.

Contudo, com o início do que seria a época da independência para diversos países da América do Sul, a Argentina começou a dar os primeiros passos.

Desta forma, a parte que era dedicada à igreja foi dominada por militares. Assim nascia a Plaza de Armas.

Não à-toa, o lado que era servido ao forte da cidade ganhou o nome de Plaza de la Victoria, quando, já no século XIX, os argentinos expulsaram os ingleses, que tentaram dominar a capital.

Estátuas na Plaza de Mayo

Créditos: J.L. Gonzalez (Flickr)

Como surgiu o nome Plaza de Mayo?

Apesar de muitos acontecimentos passarem pela Plaza de Mayo em sua história, desde 1580, o local só ganhou nome que tem até hoje por conta de um período chamado: Revolução de Maio.

Em 1810, os argentinos estavam cansados do domínio espanhol em seu país, algo que já vinha ocorrendo nas décadas anteriores, como é possível encontrar através de resquícios históricos.

Assim, armados e cheios de revolta, eles lutaram para se tornar um país independente. Basicamente, entre 18 e 25 de maio, conseguiram expulsar o vice-rei da Espanha, abrindo um movimento que curiosamente se espalhou pelo restante do continente.

Basicamente, a Argentina ganhava autonomia e, a partir de então, ganhou um monumento dedicado à vitória, o qual hoje, após diversas modificações e reformas, é o Obelisco da cidade. O movimento da independência se concretizou, de fato, em 1816.

Dessa luta, então, surgiu o nome Plaza de Mayo, cujo mês é muito importante para os argentinos, que comemoram sua independência e a vitória perante diferentes opressões por parte de países europeus.

cabildo em Buenos Aires

Créditos: Raúl Alejandro Rodríguez (Flickr)

Conheça outros importantes movimentos que surgiram e ainda surtem efeito na Plaza de Mayo

Por muitos anos a Plaza de Mayo se constituiu como um dos lugares mais importantes de Buenos Aires, como é fácil de se verificar com uma rápida visita.

Além de pertencer aos primórdios da cidade, no longínquo século XVI, a região contém vários monumentos relacionados à importância histórica dali.

Do Cabildo de Buenos Aires até a Sede do Banco de la Nación Argentina, passando pela própria Casa Rosada e pelo Obelisco, chegando ao símbolo das Mães de Maio e da estátua de Manuel Belgrano.

Em uma rápida pesquisa, você vai conhecer tantos detalhes que fica difícil passar apenas algumas horas para compreender o seu valor histórico.

Somente no século XX, por exemplo, alguns movimentos marcaram importantes mudanças sociais, já outros simbolizam a dor de quem se manifesta pelas injustiças vividas no país.

A exemplo disso, em 1945 um forte movimento causou a libertação do preso político Juan Domingo Perón, que mais tarde se tornou presidente do país, e que contou com a força de Eva Perón, a grande Evita.

Na década de 70, o país entrou em um tenebroso período de Ditadura Militar, o que resultou na morte de milhares de jovens, cujos corpos foram torturados e enterrados sem identificação alguma.

Desde então, um poderoso, porém triste movimento, chamado Mães da Praça de Maio passou a ganhar força, e que até hoje conta com manifestações de mulheres que perderam seus filhos para o terrorismo militar.

Com lenços brancos na cabeça, que simbolizam as fraldas de suas crianças e o pedido de paz, elas se manifestam anualmente na Plaza de Mayo.

Na década de 80, houve manifestações contra a ditadura, que teve seu fim em 1983, e também contra a invasão pelos britânicos às Ilhas Malvinas. Ambos os protestos foram bem-sucedidos.

Em 2001, com a gravíssima crise que acometeu o sistema econômico da Argentina, as manifestações da população, que viram o peso cair drasticamente e, desta forma, o consumo se tornar exorbitante, ocorreram ali, na famosa, necessária e histórica Plaza de Mayo.

Como aproveitar ao máximo seu passeio pelo lado histórico de Buenos Aires

Com tanto valor histórico, aproveitar um pouco da Plaza de Mayo e seu entorno, no bairro Montserrat, merece um pouco de pesquisa.

Comece pelas histórias sobre a Casa Rosada e pelo Obelisco, que acompanham os séculos passados de contos e conflitos juntos da praça em questão.

Você também pode conhecer:

Cada um desses lugares representa não só a cultura e a importância que a cidade tem diante de toda a América do Sul, mas também um lado que poucas pessoas que vão a turismo enxergam, e que merecem o destaque, também, por suas belezas.

protestos na plaza

Créditos: Morrison Octavio (Flickr)

Onde fica a Plaza de Mayo e qual é o melhor horário para conhecer a região?

É muito fácil visitar chegar até a Plaza de Mayo, pois há uma estação de metrô, construída em 1913, que tem o mesmo nome do local.

Além disso, se você estiver caminhando pelo centro da cidade, você também consegue facilmente chegar até lá a pé.

Para conseguir aproveitar bem a região, visite-a logo pela manhã, quando grande parte das pessoas que passam por ali estão apenas a caminho de seus respectivos trabalhos.

Os turistas começam a chegar por volta das dez e, a partir de então, o movimento fica maior, dificultando o acesso aos monumentos e até mesmo para tirar boas fotos.

Onde Reservar Passeios e Serviços com os Melhores Preços?

Organizando sua viagem para a Argentina? Quer economizar na compra dos ingressos para as atrações?

A Civitatis é uma agência de viagens online especializada em passeios e experiências em diversas cidades do mundo todo – 100% confiável.

Além de oferecer centenas de ingressos diferentes (inclusive excursões GRÁTIS), ela consegue um preço único e abaixo do mercado para que você conhecer os principais passeios – com IOF incluso e cancelamento grátis até 48 horas antes da data marcada.

Para te ajudar, a empresa está com promoções relâmpago e com descontos específicos!

Atenção: se quiser garantir o seu desconto, não demore. A promoção irá terminar em 28 de setembro de 2020.

Clique no botão abaixo e reserve agora uma disputada entrada – sem ter que pegar fila na hora.

O que foi o movimento das Mães na Plaza de Mayo?

O movimento Mães de Maio, que ocorre uma vez ao ano, é uma manifestação que mulheres cujos filhos foram mortos pela ditadura, entre os anos de 1973 e 1983, e que jamais foram encontrados.

Há relatos daquela época de que milhares de pessoas foram torturadas, assassinadas e enterradas como indigentes, em regiões inacessíveis. Desta forma o assassinato não era configurado como existente.

Quais são os restaurantes mais próximos da Plaza de Mayo?

Os restaurantes mais próximos da Plaza de Mayo são: El Nacional (0,6 km), Marcelo (1,9 km), Javi's Parrilla Restaurant (1,6 km)

Quais são os hotéis mais próximos da Plaza de Mayo?

Os hotéis mais próximos da Plaza de Mayo são: NH City & Tower Hotel (0,3 km), Hilton Buenos Aires (1,8 km) e Kenton Palace Buenos Aires (1,3 km). Você pode conferir outros hotéis de Buenos Aires nessa lista.

O que ocorre na Plaza de Mayo?

A Plaza de Mayo é palco de manifestações políticas e sociais, cujos temas foram e são tão importantes que atingem toda a população da Argentina.

Como exemplo, existe o grupo Mães de Maio, de mulheres que se manifestam uma vez ao ano para lembrar a morte de seus filhos pela ditadura. Houve, também ali, o movimento pela libertação de Juan Perón, que se tornou presidente do país, além do fim da ditadura e até pela Guerra das Malvinas.

Denis

Denis

Sou apaixonado por turismo e cinema, crítico de cinema e publiquei um livro sobre intercâmbio em Londres. Quer conhecer o mundo? Eu te levo!

Wow look at this!

This is an optional, highly
customizable off canvas area.

About Salient

The Castle
Unit 345
2500 Castle Dr
Manhattan, NY

T: +216 (0)40 3629 4753
E: hello@themenectar.com